Introdução

Como já vimos no artigo Entendendo os Dados dos Fundos de Investimento, existe uma série de dados que devemos conhecer quando vamos aplicar em um fundo de investimento.

Mas como podemos comparar esses fundos? Este é o objetivo deste artigo.

Antes de mais nada é importante dizer que ao analisar um fundo de investimento devemos verificar a cesta de ativos em que esse fundo investe. Devemos verificar também quem é o gestor e a qualidade da equipe, bem como entender a estratégia utilizada pelo gestor.

Mas é comum utilizarmos indicadores técnicos para realizar um filtro e fazermos uma comparação prévia entre os fundos de investimento.

Neste artigo vou apresentar uma ferramenta que nos permite comparar fundos com alguns indicadores técnicos.

Ferramenta

Gosto de utilizar a ferramenta da Vérios, uma empresa que auxilia no investimento por meio do gerenciamento de forma automática da sua carteira de investimentos.

A ferramenta fornecida por eles de forma gratuita permite comparar fundos de investimento. Vamos entender como utilizá-la.

Por padrão ela já mostra no gráfico a curva do rendimento do CDI (linha preta) para o último ano (6,34%). Mas perceba que você pode optar por comparar com o Ibovespa (42,38%). Veja as mudanças nas áreas demarcadas em vermelho.

É muito comum utilizarmos o gráfico do CDI para comparar fundos de renda fixa e o Ibovespa para comparar fundos de ações.

Perceba também que na parte superior podemos pesquisar fundos pelo nome ou pelo CNPJ. Quando for pesquisar um fundo é sempre bom buscar pelo CNPJ para ter certeza que está vendo o gráfico do fundo de interesse e não outro. Isso porque existem variações de fundos para um mesmo grupo de investimento.

Gráfico de Rendimento

Para fins didáticos vou escolher 3 fundos de renda fixa sem qualquer indicação de investimento:

  • CA Indosuez DI Master Fundo de Investimento Renda Fixa Referenciado DI Longo Prazo;
  • AF Invest Fundo de Investimento Renda Fixa Crédito Privado Geraes;
  • Capitânia Top Crédito Privado Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Renda Fixa.

Adicione cada um desses três fundos na ferramenta para que você possa visualizar a curva de rendimento.

Na data de publicação deste artigo, esse foi o resultado obtido para o rendimento desses fundos nos últimos 3 anos:

Perceba que para cada fundo é apresentada a:

Rentabilidade Absoluta

Representa o total rentabilizado no período escolhido já livre das taxas de administração.

Nesse caso o fundo que mais rentabilizou em 3 anos foi o AF Invest com 33,57% de rentabilidade absoluta.

Rentabilidade Relativa

Indica o quanto o fundo rentabilizou comparado a algum indicador (CDI ou Ibovespa).

Voltando ao fundo AF Invest que rentabilizou em 3 anos o equivalente a 114,31%do CDI (rentabilidade relativa).

Consistência

Calcula quantas vezes o fundo superou o benchmark (CDI ou Ibovespa) em períodos de 1 ano;

Perceba que a consistência do AF Invest foi de 100%, ou seja, nesses 3 anos sempre superou o benchmark, no caso o CDI.

Sharpe

Expressa a relação retorno/risco e informa se o fundo oferece rentabilidade compatível com o risco a que expõe o investidor.

Quanto ao indicador sharpe, o do AF Invest é disparado o maior, isso porque o retorno foi o maior mesmo com o risco praticamente mais baixo. Mas atenção, esse indicador não é muito indicado para fundos de crédito, cujo risco não está atrelado às oscilações (volatilidade) e sim ao crédito.

Risco

É a probabilidade de se obter retornos negativos ou abaixo do esperado.

Podemos ver que o que apresenta o maior risco dos três é o capitânia por conta da volatilidade apresentada. Mesmo assim o valor de 0,76% é baixo.

Lembrando que há vários tipos de risco que não são medidos pela volatilidade, como o risco de crédito e risco de liquidez, por exemplo.

Perceba que na parte superior da ferramenta estamos na aba Rentabilidade, mas existem mais 3 outros tipos de gráficos: Underwater, Volatilidade e Correlação. Vamos analisar cada um deles.

Gráfico Underwater

Esse é um gráfico interessante para visualizar as perdas. Ele desconsidera todos os ganhos do investimento e mostra apenas as perdas.

Dessa forma podemos observar visualmente as maiores perdas que o investimento apresentou no passado e quanto tempo demorou para os investidores se recuperarem desse prejuízo. Vejamos esse gráfico para os mesmos 3 fundos no período de 3 anos.

Como a cor é verde sabe-se que foi o fundo Capitânia que apresentou a maior perda (de quase 0,8%) e que o tempo para se recuperar dessa perda foi de 42 dias, o pico foi no dia 15/12/2017 e chegou a zero novamente em 26/01/2018. Basta movimentar o mouse sobre o gráfico para visualizar essas informações.

Gráfico de Oscilação

O gráfico de oscilação mostra o quão forte é a variação do preço (seja positiva ou negativa). Quanto maior a oscilação maior o risco, maiores as chances de grandes ganhos, mas também de grandes perdas.

Perceba que o CA Indosuez (azul) apresentou a menor oscilação, mas também o menor rendimento no período. A vantagem aqui é que não houve sustos no rendimento.

Já o Capitânia (verde) foi o que apresentou a maior oscilação no período, mas não foi de forma positiva como podemos confirmar pelo gráfico Underwater.

É importante entender que a oscilação em valores altos não quer dizer que seja ruim, apenas que os preços sofreram grandes variações (para mais ou para menos).

Matriz de Correlação

A correlação mede o quanto os ativos da carteira que os fundos de investimento possuem são os mesmos.

Por que isso é importante?

Por que você pode estar aplicando em fundos diferentes, mas sem de fato diversificar, ou seja, estar aplicando nos mesmos produtos.

A correlação é muito importante para que você realmente saiba se está de fato diversificando.

Observemos a matriz de correlação dos nossos 3 fundos de exemplo.

O valor 1,00 quer dizer que os fundos estão 100% correlacionados, ou seja, os produtos desses dois fundos seriam praticamente iguais, sem diversificação alguma.

Por isso que na diagonal todos os valores são 1,00, porque está comparando o fundo com ele mesmo.

Agora vamos analisar o valor 0,16. Este indica que o fundo Capitânia e o fundo AF Invest tem apenas 16% de correlação, ou seja, olhando os ativos desses dois fundos, apenas 16% deles são equivalentes.

Esse valor 0,16 é considerado baixo, portanto esses 2 fundos tem baixa correlação, o que é interessante para quem está querendo diversificar.

Já se pegarmos o valor 0,83, veremos que o fundo AF Invest tem 83% de correlação com o fundo CA Indosuez, uma correlação alta.

Não custa lembrar que rendimento passado não é garantia de rendimento futuro. Então sempre procure realizar uma análise técnica juntamente com um estudo qualitativo do fundo e procure diversificar de forma a minimizar os riscos.


João Paulo Delgado Preti

Doutor pela Escola Politécnica da USP, possui mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina. Atualmente é professor associado do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Mato Grosso e presta consultoria em desenvolvimento de software.

3 comentários

Classie Suchanek · 10 de Março, 2020 às 2:10

I’m still learning from you, as I’m trying to reach my goals. I definitely love reading everything that is posted on your site.Keep the aarticles coming. I loved it!

Os comentários estão fechados.